WhatsApp
Fique por dentro!

VÍDEO: Corpo de Bombeiros alerta sobre desafio do “quebra-crânio”

Vários vídeos com o novo viral têm circulado pelo WhatsApp e em muitas redes sociais. Brincadeira de

17/02/2020 14h04Atualizado há 2 meses
Por: Júnior Recalcati
Fonte: Oeste em Foco
Reprodução
Reprodução

Um novo desafio viral entre estudantes venezuelanos ganhou destaque na internet nos últimos dias e já começou a chegar a algumas escolas brasileiras, gerando preocupação entre pais e professores devido aos perigos da prática.

Chamada de “quebra-crânio”, a brincadeira é realizada com a participação de três pessoas, que ficam lado a lado. Enquanto as duas das extremidades pulam, a do meio, que não sabe como o jogo funciona, pula também. Neste momento, os outros dois participantes aplicam uma rasteira, causando a queda do membro do meio.

Vários vídeos com o novo viral têm circulado pelo WhatsApp e em muitas redes sociais, mas um deles ganhou maior destaque. Gravado no início de fevereiro de 2020 em uma escola de Caracas (Venezuela), ele mostra um garoto caindo após a rasteira e batendo a cabeça violentamente no chão.

Diante disso, O Corpo de Bombeiros de Santa Catarina divulgou um vídeo repudiando o desafio "quebra-crânio". A brincadeira de mau gosto, já causou a morte de uma estudante de 16 anos no Rio Grande do Norte.

No vídeo, três socorristas simulam iniciar o jogo, mas param de repente explicando os riscos de dar continuidade ao desafio.

Na página oficial do 12º Batalhão de Bombeiros Militar (12º) BBM de São Miguel do Oeste no Facebook, a corporação publicou um vídeo com a seguinte legenda:

ATENÇÃO!

Existe um desafio se popularizando pelas redes sociais chamado “quebra-crânio”, em que crianças e adolescentes derrubam, com uma rasteira um dos participantes, após um salto!

FIQUE ATENTO! Este tipo de desafio pode trazer graves consequências, incluindo traumatismo craniano e até a morte.

O #CBMSC não compactua estas ações.

Amigo que é amigo não derruba, segura! Em caso de emergência ligue 193. #AmigoSegura

Riscos para a saúde

A nova brincadeira já viralizou entre os estudantes brasileiros, como mostram alguns vídeos que circulam nas redes sociais, trazendo participantes que parecem ter se machucado e até ficado desacordados após baterem a cabeça no chão.

Com isso, muitos especialistas têm chamado a atenção para os riscos que este novo viral traz. Ele pode causar, por exemplo, traumatismo craniano, levando ao coma e até mesmo à morte, dependendo da gravidade.

Há ainda o risco de fratura nos punhos, caso o participante caia sobre as mãos na tentativa de amortecer a queda, além de fraturas na coluna, mesmo que a altura não seja grande.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários