WhatsApp
Crescimento!

Brasil ativa 24 milhões de novos celulares 4G em 2019

Ao todo, o País já tem 154 milhões de celulares 4G. As redes de quarta geração estão em 4.777 municípios, onde moram 97% da população

17/02/2020 07h05
Por: Júnior Recalcati
Fonte: Oeste em Foco | TeleBrasil
Divulgação
Divulgação

O Brasil ativou no ano passado 24 milhões novos chips 4G, o que representa um crescimento de 18% em relação a 2018. De acordo com o balanço de 2019 da Telebrasil, foram ativados 46 novos celulares 4G por minuto ao longo do ano passado. Ao todo, 154 milhões de chips 4G estão em operação no País.

O avanço também se deu na cobertura. Ao todo já são 4.777 municípios com redes de quarta geração, onde moram 97% da população. Em 2019, 348 novos municípios brasileiros foram conectados com a infraestrutura 4G, quase um novo município por dia. Essa cobertura está bem acima do esperado, que era alcançar 1.079 municípios, em dezembro de 2017. A obrigação foi cumprida um ano antes.

No total, o Brasil conta com 197 milhões de acessos à internet pela rede móvel, em 3G e 4G. Considerados os acessos fixos e móveis, o Brasil fechou 2019 com um total de 229 milhões de acessos no País. Destes, 33 milhões são em banda larga fixa.

A cobertura das redes e o mapa de antenas por município podem ser encontrados na página Fique Antenado!, que reúne conteúdos e dicas sobre a instalação de antenas de celular e internet móvel, incluindo estudos, entrevistas, vídeos, cartilha, gráficos, legislação e os rankings das Cidades Amigas da Internet e de Serviços de Cidades Inteligentes. 

A página http://bit.ly/FiqueAntenado tem o objetivo de esclarecer a população, prefeituras e vereadores e de colaborar com o processo de atualização das leis municipais de instalação de antenas. 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários