WhatsApp
Futuro político?

Prefeitos do Extremo-Oeste se filiam ao PSL

Genésio Bressiani, de Belmonte, e Roque Meneghini, de Guaraciaba, estão entre os 15 novos filiados

16/02/2020 23h00Atualizado há 2 meses
Por: Júnior Recalcati
Fonte: Oeste em Foco | NSC

Foi realizado neste fim de semana, em São José (SC), o encontro do governador Carlos Moisés da Silva com os prefeitos que mudaram de partido e se filiaram ao PSL. São ao todo 15 dirigentes municipais a integrar o novo partido. Entre eles, o mais importante é Luciano Buligon, de Chapecó, que já havia declarado há muito tempo a disposição de deixar o DEM.

Buligon foi inscrito no MDB, onde iniciou carreira política, inscreveu-se depois no PSB, de onde foi expulso por apoiar Gelson Merisio ao governo em 2018, e decidiu filiar-se depois ao DEM. Entre os novos inscritos no PSL há prefeitos do MDB, PP, PSDB, PSD, PSB e PTB.

O presidente estadual do PSD, deputado Milton Hobus, ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta semana para acusar o governador Moisés da Silva de agir pela velha política, cooptando prefeitos municipais com promessas de recursos do Fundo Eleitoral, transferência de verbas, obras e serviços estaduais.

Confira a lista dos prefeitos que aderiram ao partido:

Luciano Buligon – Chapecó

Claudete Mathias – Fraiburgo

Ondino de Medeiros – Celso Ramos

Antônio Zilli – Urubici

Genésio Bressiani – Belmonte

Henrique Maciel – Praia Grande

Edenilson da Costa – Jaguaruna

Adelmo Alberti – Bela Vista do Toldo

Nadir Baú da Silva – Tangará

Daniel Netto Cândido – São João Batista

Sérgio de Oliveira – Bom Jardim da Serra

Pedro Barp – Lauro Müller

Moisés Diersmann - Luzerna

Valmor Kamers – Major Gercino

Silvano de Paris – Quilombo

Roque Meneghini – Guaraciaba

Paulo Henrique Müller – Bombinhas

Alessandra Garcia – Santa Cecília

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários