WhatsApp
Fronteira

Mais de 7 mil estrangeiros passaram pela fronteira de Dionísio Cerqueira em nove dias

Número representa 24% do total do mês de janeiro de 2019. Cerca de 90% são argentinos, conforme a Polícia Federal

11/01/2020 17h14Atualizado há 5 dias
Por: Maico Zanotelli
Fonte: ND+
Reprodução/ND
Reprodução/ND

Desde o início do ano, mais de 7 mil estrangeiros entraram e saíram de Santa Catarina pela aduana de Dionísio Cerqueira, no Extremo-Oeste do Estado. 

Dados da Polícia Federal mostram que 5.346 mil estrangeiros entraram em Santa Catarina somente neste ano, até esta quinta-feira (9).

Em contrapartida, 2.390 mil deixaram o Estado neste período. Ao todo, foram 7.736 mil registros. Este número representa 24% do total registrado em janeiro de 2019.

Em todo o mês de janeiro do ano passado, o número de entradas foi de 15.268 mil, e de 17.374 mil saídas. Ou seja, um total de 32.642 mil estrangeiros passaram pelo Estado no primeiro mês de 2019.

Segundo a Polícia Federal, cerca de 90% da movimentação são de argentinos, seguido por paraguaios e chilenos. O principal destino dos castelhanos em solo catarinense é o litoral do Estado. 

Contudo, se comparado os números dos dois últimos anos, houve maior movimentação de estrangeiros na aduana no ano de 2018. Foram 47.187 mil entradas e 42.508 mil saídas, um total de 89.695 mil registros. 

Os números demonstram que em dezembro de 2019, 5.925 mil estrangeiros entraram em Santa Catarina pela aduana. Em contrapartida, 4.157 mil deixaram o Estado, um total de 10.082 mil registros.

Total dos últimos quatro anos: 

Aduana de Paraíso

Além da aduana de Dionísio Cerqueira, que faz fronteira entre o Brasil e Argentina, há o posto de controle migratório em Paraíso.

As polícias Federal, Militar, Força Nacional de Segurança e Cidasc atuam na unidade para a fiscalização de veículos que entram e saem do Brasil. O objetivo é evitar a entrada de produtos ilícitos no país.

O chefe da delegacia de Polícia Federal de Dionísio Cerqueira, Daniel Reschke, diz que o prédio onde atualmente funciona a aduana de Paraíso foi cedido pela prefeitura em dezembro de 2018. 

Reschke afirma que, nesta alta temporada, a atuação dos policiais (com reforço de agentes federais de todo Brasil), iniciou no dia 23 de dezembro e segue até o dia 15 de março, das 7h às 19h, por conta da movimentação no período de férias.

Trajeto menor

Com a aduana em Paraíso, segundo o delegado, facilitou o acesso de argentinos ao Brasil, especialmente para quem mora em Posadas, no nordeste do país. Antes era necessário se deslocar até Dionísio Cerqueira, ou seja, uma economia de 110 km.

“Para nós ajuda muito porque encurta a distância, porque aqui fazemos o trajeto mais curto. Sempre preferimos nas férias vir para o Brasil, ao litoral”, diz o turista argentino Alejandro Micheloud.

Nesta época de verão, 98% dos turistas que vêm para o Brasil e passam pela aduana de Paraíso são argentinos, mas também passam alguns paraguaios e chilenos. De janeiro a abril de 2019, 58.735 mil pessoas entraram e saíram de Santa Catarina.

“Nós gostamos muito de Santa Catarina e neste ano repetimos esse trajeto porque encurta o tempo de viagem, e para a família é muito bom”, afirma Alejandro.  

Seja em Paraíso ou em Dionísio Cerqueira, a Polícia Federal faz a verificação da documentação do estrangeiro, como identidade ou passaporte, e ainda para menores a certidão de nascimento.

Conforme o delegado, os turistas do Mercosul podem ficar no Brasil por 90 dias.

Principais destinos em Santa Catarina

Segundo a Polícia Federal, o principal destino dos estrangeiro é a costa catarinense. As praias mais procuradas são de Balneário Camboriú, Itapema e da Grande Florianópolis.

Oscar Ignácio Orellana, turista argentino, vai passar as férias com a família pela terceira vez na praia do Campeche, em Florianópolis. 

“É um lugar muito charmoso, exótico e lindo onde passamos com a família todos os anos”, diz. 

A principal rota usada pelos estrangeiros é a BR-282 e BR-470.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários