WhatsApp
Desemprego

Desemprego recua em 10 estados no segundo trimestre, aponta IBGE

Taxa de desemprego no país caiu para 12% no segundo trimestre, segundo a Pnad Contínua, divulgada nesta quinta-feira, 15

15/08/2019 10h21
Por: Maico Zanotelli
Fonte: Exame
Marcos Santos | Agência USP
Marcos Santos | Agência USP

A taxa de desemprego no país caiu em 10 dos 27 estados brasileiros no segundo trimestre de 2019 em comparação com o primeiro, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, divulgada nesta quinta-feira (15) pelo IBGE.

No período, a taxa geral ficou em de 12%. No primeiro trimestre, a taxa era de 12,7% e no segundo trimestre de 2018, de 12,4%.

As maiores taxas foram observadas na Bahia (17,3%), Amapá (16 9%) e Pernambuco (16%) e as menores em Santa Catarina (6%), Rondônia (6,7%) e Rio Grande do Sul (8,2%).

Em São Paulo, o desemprego recuou de 13,5% no primeiro trimestre para 12,8% no segundo trimestre do ano.

“A proporção de pessoas à procura de trabalho em períodos mais curtos está diminuindo, mas têm crescido nos mais longos”, destacou por meio de nota a analista do IBGE Adriana Beringuy.

Dificuldade de entrar no mercado

Os dados divulgados nesta quinta-feira mostram que 26,2% dos desempregados procuram trabalho há no mínimo dois anos. A porcentagem equivale a 3,347 milhões de pessoas. 

De acordo com o instituto, esses números são os maiores para um trimestre desde 2012.

O Instituto ressalta que esse contingente tem avançado com rapidez e segue em tendência de crescimento. Em um ano, houve acréscimo de 196 mil pessoas que estão à procura de emprego há dois anos ou mais. Esse total era de 1,435 milhões de pessoas em 2015

Uma das explicações, segundo o IBGE, é a dificuldade da inserção no mercado de trabalho a partir do início da crise econômica, no fim de 2014.

“A proporção de pessoas à procura de trabalho em períodos mais curtos está diminuindo, mas têm crescido nos mais longos. Parte delas pode ter conseguido emprego, mas outra aumentou seu tempo de procura para os dois anos”, avalia a analista da PNAD Contínua, Adriana Beringuy.

São Paulo

A taxa de desocupação no Estado de São Paulo recuou de 13,5% no primeiro trimestre para 12,8% no segundo trimestre do ano. A taxa de desocupação no total do País no segundo trimestre de 2019 foi de 12,0%, ante 12,7% no primeiro trimestre. No segundo trimestre do ano passado, a taxa de desocupação era de 12,4%.

Na passagem do primeiro para o segundo trimestre do ano, a taxa de desemprego caiu de forma estatisticamente significativa em dez das 27 unidades da federação. As maiores taxas de desemprego foram registradas na Bahia (17,3%), Amapá (16,9%) e Pernambuco (16,0%). As menores taxas foram observadas em Santa Catarina (6,0%), Rondônia (6,7%) e Rio Grande do Sul (8,2%).

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários